Ambiente Gaivota da Islândia passa inverno em FamalicãoCultura e Turismo Famalicão reúne jovens músicos para estágio em orquestraCOVID-19 Paulo Cunha reclama urgência na criação de laboratório para realização de testes em FamalicãoCOVID-19 Câmara disponibiliza verba para que rastrear utentes dos lares do concelhoCOVID-19 Câmara equipa primeira linha de combate à pandemia com material de proteção individualCOVID-19 Câmara garante apoio financeiro extraordinário do município aos BombeirosCOVID-19 COVID-19: Câmara continua a assegurar refeições escolares durante as férias da PáscoaMobilidade Aviso de Trânsito: Rua Álvaro CastelõesMobilidade Aviso de Trânsito: Centro UrbanoCOVID-19 Câmara oferece apoio psicológico à populaçãoFreguesias Expansão da área central de Joane em discussão públicaCOVID-19 Famalicão cria Linha “Mais e Melhores Anos” para acompanhar e apoiar seniores do concelhoAtualidade Câmara avança com construção do Centro de Recolha Animal COVID-19 Câmara de Famalicão dá aulas de atividade física onlineJuventude Câmara atribui 265 bolsas de estudo ao ensino superiorCOVID-19 COVID-19: Câmara cancela Festas AntoninasCOVID-19 COVID-19: Famalicão Made IN cria linha de apoio às empresasCOVID-19 Mensagem do Presidente da Câmara MunicipalCOVID-19 COVID-19: Farmácias condicionam atendimentoCOVID-19 COVID-19 Câmara reforça desinfeção do espaço públicoCOVID-19 COVID 19: Câmara estende programas educativos a casa dos famalicensesCOVID-19 COVID-19: Câmara promove recolha de luvas e máscaras cirúrgicasCOVID-19 COVID-19: Arriva reduz transporte público rodoviárioCOVID-19 COVID-19: pagamento de parquímetros suspenso em Famalicão
O SEU LUGAR

Museu Ferroviário

T: 252 153 646
E: museuferroviario@famalicao.pt

O Núcleo de Lousado é um dos polos que o Museu Nacional Ferroviário possui distribuídos pelo país, dedicados à divulgação e preservação da história ferroviária Portuguesa. Localizado nas imediações da estação ferroviária de Lousado (Vila Nova de Famalicão), no entroncamento da Linha do Minho com a Linha de Guimarães, as suas instalações ocupam a totalidade do antigo complexo oficinal da Companhia Portuguesa de Caminhos de Ferro de Guimarães. A sua criação é o resultado da adaptação de um projeto alternativo à antiga Secção Museológica, aberta ao público em 1979, por iniciativa de um dos principais divulgadores e defensores do património ferroviário nacional, Armando Ginestal Machado. Considerado um dos polos de maior relevância no contexto ferroviário português, a sua coleção é constituída por material circulante na sua grande maioria de via estreita, bem como acervo ferroviário de variadas tipologias: equipamentos de via e obra, bilhética, oficina, entre outros. Merece destaque a mais antiga locomotiva a vapor de via estreita existente em Portugal.
Saiba mais sobre o Museu Ferroviário