Freguesias Reabilitação da zona envolvente ao Mosteiro é “obra do século” em Oliveira Santa Maria Reabilitação Urbana Área arbórea do centro de Famalicão mais do que duplica Desporto Construção do Centro de Atletismo arranca no início de 2021 Cultura e Turismo Bienal de Pintura do Eixo Atlântico COVID-19 Cemitério Municipal encerra nos dias 31 de outubro e 1 de novembroReabilitação Urbana Famalicenses com mais de dois mil lugares de estacionamento gratuito na cidadeCultura e Turismo Autarcas e membros da comunidade famalicense promoveram ação de limpeza em S. Miguel-o-Anjo Empreendedorismo e Inovação Nova incubadora Famalicão Made IN estimula a sustentabilidadeSegurança e Proteção Civil Famalicão ativou Plano Municipal de Emergência de Proteção CivilAmbiente Interrupções no abastecimento de águaCâmara Reunião municipal de 22/10 com transmissão em diretoEducação IPCA aposta forte em FamalicãoFreguesias União das Freguesias de Lemenhe, Mouquim e Jesufrei mostra trabalho feito e lança projetos para o futuroCultura e Turismo Famalicão abre Torre Literária com Louvor e Simplificação da Literatura PortuguesaEducação Biblioteca Municipal cria serviço de consulta e leitura de jornais em formato digitalReabilitação Urbana AVISO TRÂNSITO Espaços Públicos da Área Central da Cidade Mobilidade / ReabilitaçãoAção Social “Todos por Todos” continua a apoiar famílias Reabilitação Urbana Famalicão começa a construir a Cidade do FuturoEconomia Concursos para ocupação dos espaços comerciais do novo Mercado Municipal decorrem até 29 de outubroDesporto Treinos do “Famalicão em Forma” chegam às freguesiasCultura e Turismo Festival de Artes BINNAR está de regresso a FamalicãoEmpreendedorismo e Inovação Um regresso ao passado que é futuroDesporto Já se batem bolas no novo Complexo de Ténis de FamalicãoEducação Contabilidade e Gestão crescem na Lusíada de Famalicão
O SEU LUGAR

Residentes / Urbanismo Gestão Urbanística

Licenciamento de Atividades

Selecione uma opção


Atividade Pecuária - NREAP


O Novo Regime de Exercício da Atividade Pecuária (NREAP) aplica-se às instalações pecuárias, entrepostos e centros de agrupamento e tem como objetivo responder às necessidades de adaptação das atividades pecuárias às normas de sanidade e bem-estar animal e às normas ambientais e promover a adaptação das edificações das explorações pecuárias às normas de ordenamento do território e urbanísticas em vigor, simplificando assim os procedimentos e o sistema de informação.

Qual a classificação das instalações pecuárias?

Quais são as entidades responsáveis?

A entidade responsável pelo Novo Regime de Exercício da Atividade Pecuária (NREAP) é a Direção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural (DGADR) e a entidade coordenadora competente no âmbito do (NREAP) é a Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte (DRAP).

Qual o procedimento?

Classe 1 (Sistema de Exploração Intensivo)

Sujeitas ao regime de Autorização Prévia, só podem ter início após o requerente ter em seu poder a licença de exploração.
O titular da exploração deve apresentar, junto da DRAP territorialmente competente o pedido de autorização de instalação, o qual é entregue em formulário próprio e inclui a informação descrita na secção I do anexo III.


Classe 2 (Sistema de Exploração Intensivo ou Extensivo)

Sujeitas ao regime de Declaração Prévia, só podem ter início após o requerente ter em seu poder o título de exploração.
O procedimento inicia-se quando o titular da exploração procede à apresentação à DRAP da declaração prévia em formulário que inclua a informação descrita na secção II do anexo III.


Classe 3

Sujeitas ao regime de Registo, só podem ter início após o requerente ter em seu poder o título de exploração.
O titular da exploração pecuária deve apresentar, junto da DRAP territorialmente competente o pedido de registo. O cumprimento da obrigação de registo é feito através da apresentação de formulário que inclui a informação descrita na secção III do anexo III e do comprovativo do pagamento da taxa devida.

Como proceder no caso de alterar o estabelecimento industrial?

Dependendo do tipo de alterações a realizar na exploração pecuária, a mesma poderá ficar sujeita aos regimes de autorização ou declaração prévia. Tratando-se de uma alteração não sujeita a nenhum dos regimes anteriores, o requerente deve notificar a entidade coordenadora das modificações ou ampliações que pretenda efetuar.

Como se faz a articulação com o RJUE?

Tratando-se de uma atividade da classe 1 ou 2 e quando a instalação, ampliação ou alteração da mesma envolva a realização de uma operação urbanística, o requerente pode apresentar na câmara municipal, antes de ter iniciado o procedimento de controlo da atividade pecuária:

_ Pedido de informação prévia sobre a operação urbanística;
_ Pedido de licença ou comunicação prévia.

Quando deve efetuar as vistorias de reexame?

As atividades pecuárias das classes 1 e 2, quando já possuem um título, estão sujeitas a reexame global das respetivas condições de implantação e exploração após terem decorrido 7 anos contados a partir da data de emissão da licença, ou do título de exploração.

Se a atividade estiver sujeita ao regime de prevenção e controlo integrado da poluição, o reexame global deve ter lugar 6 meses antes do fim do período de validade da licença ambiental.

Nota

Até à operacionalidade da plataforma do SI REAP (Sistema de informação e instrumentos de apoio), os processos devem ser entregues na DRAP, com os formulários atualmente existentes.

Os pedidos apresentados junto da DRAP, em data posterior à entrada em vigor do DL 81/2013 de 14 de Junho, serão apreciados de acordo com as suas disposições legais.

As informações constantes, não dispensam da consulta a legislação aplicável.

Legislação

Novo Regime de Exercício da Atividade Pecuária (NREAP)
DL 81/2013, de 14 de Junho
Declaração de Retificação 31/2013, de 24 de julho

Normas a aplicar à gestão de efluentes pecuários (GEP)
Portaria 631/2009, de 9 de junho

Normas a aplicar à atividade pecuária – Equídeos
Portaria 634/2009, de 9 de junho

Normas a aplicar à atividade pecuária – Coelhos
Portaria 635/2009, de 9 de junho

Normas a aplicar à atividade pecuária – Suínos
Portaria 636/2009, de 9 de junho

Normas a aplicar à atividade pecuária – Aves
Portaria 637/2009, de 9 de junho

Normas a aplicar à atividade pecuária – Ruminantes
Portaria 638/2009, de 9 de junho

Contactos úteis

Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão

DGADR - Direção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural

Avenida Afonso Costa, n.º 3
1949-002 LISBOA
T. 21 844 22 00
F. 21 844 22 02
Linha de Informação 21 844 22 70
Horário
10:00 – 12:30 e 14:30 – 16:30
W. www.dgadr.mamaot.pt


DRAPN - Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte

Estrada Exterior da Circunvalação n.º11846
4860 – 281 SENHORA DA HORA
T. 22 957 40 10
F. 22 957 40 39

Rua Dr. Francisco Duarte n.º 365, 1º
4715 – 017 BRAGA
T. 253 20 64 00
F. 253 20 64 01

Rua da República, n.º 133
5370-347 MIRANDELA
T. 278 26 09 00
F. 278 26 09 76
W. www.drapn.mamaot.pt
E. geral@drapn.min-agricultura.pt


IFAP – Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas

Rua Fernando Curado Ribeiro n.º 4G, 1º
1269 – 164 LISBOA
Horário
9:00 – 13:00 e 14:00 – 17:00
W. www.ifap.min-agricultura.pt/portal/page/portal/ifap_publico
E. ifap@ifap.pt