O SEU LUGAR

Residentes / Cultura Rede de Museus

Museu da Confraria de N.ª Sr.ª do Carmo de Lemenhe

Largo de Nossa Senhora do Carmo
4775-418 Lemenhe -VNF 

C: N 41° 26'53.78" 1 W 8° 31'18.94"

T: 967 323 979
E: senhoradocarmo@sapo.pt

Visitas mediante marcação prévia

Medidas preventivas COVID-19
Desde 1 de junho, aberto ao público nos horários habituais,
mediante marcação prévia através do número 967 323 979.

O Museu da Confraria de Nossa Senhora do Carmo de Lemenhe foi inaugurado no dia 8 de julho de 2012, por representantes da própria Confraria, do Arciprestado e Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão. Instalado na antiga Casa dos Juízes, junto ao Santuário de Nossa Senhora do Carmo, este museu reúne no seu acervo mais de três séculos de história e de atividade da Confraria de Nossa Senhora do Carmo que foi instituída no ano de 1660.
O acervo, constituído por documentos, imaginária e alfaias religiosas, como paramentos litúrgicos e objetos ligados ao culto, são agora apresentados ao público, num espaço que pretende congregar a devoção à Senhora do Carmo com as práticas de uma confraria secular. No entanto, o que está exposto é apenas parte do vasto e rico acervo desta Confraria, comprovando a riqueza desta coleção, não só ao nível do valor artístico e histórico, como ao nível do potencial que tem para o estudo das confrarias e irmandades religiosas portuguesas.
Integrado nas rotas do turismo religioso, este museu revela uma faceta diferente da religiosidade das gentes da freguesia de Lemenhe e das freguesias vizinhas, residentes ou emigrados, principalmente no Brasil, país onde esta Confraria possui muitos dos seus devotos.

Exposição

O acervo museológico contém as memórias ligadas à história da Irmandade de Nossa Senhora do Carmo, fundada em 1660, possuindo ainda fortes ligações à emigração para o Brasil dos finais do século XIX e princípios do século XX. Este rico espólio é constituído por livros de actas, estatutos, correspondência, livros de inscrição de irmãos, livros de contas, uma bula papal, arte sacra, um missal do século XVII, uma imagem da Virgem Milagrosa do século XVIII e exvotos, além de um conjunto interessante de paramentos litúrgicos, como opas, casulas e toalhas de altar.