Ambiente Gaivota da Islândia passa inverno em FamalicãoCultura e Turismo Famalicão reúne jovens músicos para estágio em orquestraCOVID-19 Paulo Cunha reclama urgência na criação de laboratório para realização de testes em FamalicãoCOVID-19 Câmara disponibiliza verba para que rastrear utentes dos lares do concelhoCOVID-19 Câmara equipa primeira linha de combate à pandemia com material de proteção individualCOVID-19 Câmara garante apoio financeiro extraordinário do município aos BombeirosCOVID-19 COVID-19: Câmara continua a assegurar refeições escolares durante as férias da PáscoaMobilidade Aviso de Trânsito: Rua Álvaro CastelõesMobilidade Aviso de Trânsito: Centro UrbanoCOVID-19 Câmara oferece apoio psicológico à populaçãoFreguesias Expansão da área central de Joane em discussão públicaCOVID-19 Famalicão cria Linha “Mais e Melhores Anos” para acompanhar e apoiar seniores do concelhoAtualidade Câmara avança com construção do Centro de Recolha Animal COVID-19 Câmara de Famalicão dá aulas de atividade física onlineJuventude Câmara atribui 265 bolsas de estudo ao ensino superiorCOVID-19 COVID-19: Câmara cancela Festas AntoninasCOVID-19 COVID-19: Famalicão Made IN cria linha de apoio às empresasCOVID-19 Mensagem do Presidente da Câmara MunicipalCOVID-19 COVID-19: Farmácias condicionam atendimentoCOVID-19 COVID-19 Câmara reforça desinfeção do espaço públicoCOVID-19 COVID 19: Câmara estende programas educativos a casa dos famalicensesCOVID-19 COVID-19: Câmara promove recolha de luvas e máscaras cirúrgicasCOVID-19 COVID-19: Arriva reduz transporte público rodoviárioCOVID-19 COVID-19: pagamento de parquímetros suspenso em Famalicão
O SEU LUGAR

Residentes / Cultura Rede de Museus

Museu Ferroviário

Largo da Estação - Lousado
4760-623 V.N. Famalicão

T: 252 153 646
E: museuferroviario@famalicao.pt


Horário:

Segnuda - Sexta:
10h00 - 17h30

Fim-de-semana e feriados
14h30 - 17h30

Encerrado dia 13 de Junho

Entrada Livre

O Museu Nacional Ferroviário – Núcleo de Lousado, tutelado pela Fundação Museu Nacional Ferroviário, e gerido em parceria com a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, ocupa a totalidade do original complexo oficinal da Companhia dos Caminhos de Ferro de Guimarães (1883/1927) com cerca de 1400 m2.

Trata-se de um projecto alternativo à antiga Secção Museológica, aberta ao público em 1979, por iniciativa de Armando Ginestal Machado - a quem a dinâmica da museologia ferroviária muito deve - e demolida por imposição das recentes obras de modernização e electrificação das linhas do Minho e Guimarães.

O projecto de arquitectura e restauro respeitou as tipologias, as funções e os materiais construtivos dos edifícios, hoje com lugar de destaque no âmbito da arqueologia industrial.
A implementação do Museu desenvolveu-se com base nas boas práticas da museologia contemporânea, sujeita a um programa que contempla áreas públicas e privadas, com espaços condignos de acolhimento de público, loja, visitas guiadas e garantia da mobilidade de todos os visitantes e funcionamento regular, que permite a fruição de um espólio ímpar no país.

A exposição do material circulante, organizada cronologicamente, tem por objectivo mostrar comboios de diversos tipos.

O material construído entre 1875 e 1965 é oriundo de oito companhias e foi adquirido em seis países a quinze construtores.
Saiba mais sobre o Museu Ferroviário