Agenda Municipal / Teatro Mulheres - Tráfico

Qui 18 e Sex 19 Nov
Programa Casa das Artes (Espetáculo documental a partir de relatos de mulheres traficadas)

Grande Auditório - 15h00 e 21h30
Sessão para escolas: 18 de Novembro | Grande Auditório - 15h00
Entrada: 4 euros. Estudantes, Cartão Quadrilátero Cultural e Seniores (a partir de 65 anos): 2 Euros | Classificação: M/16 | Duração: 50 min

Em MULHERES-TRÁFICO — trabalho documental que une A Turma ao Movimento Democrático de Mulheres —, defrontamo-nos com um particularíssimo objeto teatral. Não só pela pungência do tema — ou não fosse este flagelo de iglantónicas proporções —, mas, máxime, pelo jeito cru com que dele se apropinqua. Incomplacente de espírito e letra. Sempre. Sem volteios ou especiais meneios. 11 mulheres, 12 cadeiras, umas poucas folhas de papel e outras tantas garrafas de água. Zero personagens. Dispostas no nada. Simples atrizes expondo tumulares anonimatos. Em trânsito. Contra a insensibilidade. E o espaço da não-arte como revelação.

Armados de acre despojamento cénico, Manuel Tur e seus rostos azorragam-nos, assim, a cada sentença — provando como a economia de meios pode bem resultar em acentuada concentração expressiva. E é por isso que, sobre dar voz — que pouco não seria —, MULHERES-TRÁFICO vem a restituir o pundonor de tão desvalidos nomes. Sem dirigismos, bem certo, mas jamais permitindo que deixemos de fazer dessa sua renúncia à ficcionalidade coisa nossa também. Hora da aisthesis.

Nota: Após a peça haverá uma conversa com a participação do encenador e do elenco.

Ficha Técnica e Artística
Direção: Manuel Tur
Com: Ana Lemos, Ana Wilson, Beatriz Magano, Belisa Branças, Carolina Rocha, Joana Costa, Joana Mesquita, Joana Teixeira, Maria Inês Peixoto, Maria Teresa Barbosa, Maria Quintelas, Mariana Costa, Patrícia Gonçalves, Rafaela Sá, Rita Pessoa, Sara Barros Leitão, Telma Cardoso, Teresa Arcanjo e Zita Campos
Desenho de Luz: Cárin Geada
Registo Fotográfico: Diana Lopes
Registo Vídeo: Pedro Santasmarinas
Produção: A Turma
Apoios: Movimento Democrático de Mulheres, Armazém 22 e ACE – Famalicão

702 leituras