Pesquisar
 
 
 
 
Alterar tamanho do texto
Empreendedorismo e Inovação e Economia
Um quintal biológico acessível a todos
    14-05-2019
    É a nova aposta de Alexandra Silva e Pedro Veloso, mas com as mesmas preocupações ambientais, de sustentabilidade e de um estilo de vida saudável. Depois do projeto Life in a Bag, lançado em junho de 2013, o casal famalicense apresenta agora o QuintalBio. O primeiro é uma iniciativa que continua a motivar muita gente a cultivar uma horta de ervas aromáticas, flores comestíveis e microvegetais biológicos dentro de casa. Já o novo projeto assenta numa plataforma online onde se pode comprar frutas e legumes biológicos, de produtores locais de Vila Nova de Famalicão, diretamente da horta.

    O que está disponível para venda em www.quintal.bio é tudo o que a horta dá no momento. O consumidor só tem que encomendar os seus produtos preferidos; depois esses produtos frescos e biológicos são entregues ao domicílio, todas as sextas-feiras e sem custos adicionais, ou podem ser recolhidos nas instalações da empresa, na Rua Fernando Pessoa, no centro da cidade.

    Através de um circuito comercial de cadeia curta, que tem nos produtores locais a origem e no modo de produção biológico a garantia de qualidade, o projeto QuintalBio foi dado a conhecer na passada sexta-feira, 10 de maio, ao Presidente da Câmara, Paulo Cunha, numa visita a pretexto do Roteiro Pela Inovação de Vila Nova de Famalicão.

    O projeto está a arrancar, tem sensivelmente dois meses, e o raio de entrega de produtos circunscreve-se ao perímetro da cidade, mas o volume de encomendas está a crescer de dia para dia. “Os resultados e a recetividade do mercado estão mesmo a superar as nossas expetativas”, disse Pedro Veloso, admitindo assim a possibilidade de o projeto vir um dia a crescer para todo o concelho e também no número de produtores aderentes.

    A aproximação entre os produtores e os consumidores, a promoção de uma alimentação saudável e o conforto de receber à porta de casa produtos frescos e biológicos são mais-valias do QuintalBio.
    Paulo Cunha enalteceu o “empreendedorismo muito enraizado do casal” e disse estar particularmente satisfeito com o potencial do projeto, que “tem a virtude de estimular nos produtores locais a convicção de que é possível chegarem ao mercado”.

    “No passado vivemos um contexto de pouca quantidade porque as pessoas tinham pouco poder de compra. Depois vivemos um período em que as pessoas compravam mais porque tinham mais poder de compra. E hoje já estamos a viver um período em que as pessoas mantêm poder de compra, mas preferem a qualidade em detrimento da quantidade. Isso favorece o biológico, a agricultura de proximidade, o produtor local e a dimensão social e ambiental”, declarou, para depois sublinhar que o QuintalBio tem todas as condições para ser bem-sucedido.
    Receber Notícias
 
 
Subscrever RSS  
 
Enviar por email  
 
Imprimir  
449 leituras
 
 
TOPO
 
   
  Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão © copyright 2019 | handmade by brainhouse