Pesquisar
 
 
 
 
Património Edificado - Património Industrial e Outras tipologias
Alterar tamanho do texto
 
Património Industrial
 
Edifício da antiga Fábrica Nacional de Relógios - “A Boa Reguladora” - Calendário

Situada na freguesia de Calendário, constitui um dos mais importantes exemplares do património industrial do concelho de Vila Nova de Famalicão.
Fundada no Porto em 14 de Abril de 1892, “A Boa Reguladora”, como então se designou, conseguiu grande aceitação dos seus produtos nos mercados nacionais e internacionais.
Em 1894 aparecem no mercado os primeiros relógios saídos das suas oficinas manuais. A empresa foi mais tarde transferida para Vila Nova de Famalicão, onde nos finais de 1896, iniciou definitivamente, e em maior escala a sua laboração.
Em 1907 esta empresa torna-se concessionária do fornecimento de iluminação eléctrica, pública e particular no concelho.
Em 1924 alargou consideravelmente as suas instalações, com a construção junto ao primitivo edifício, de um outro, que já evidenciava uma arquitectura cuidada.
 
Edifício da Empresa Têxtil Sampaio, Ferreira & Cª – Riba de Ave

Fundada em 1896 pelo tecelão Narciso Ferreira, a fábrica têxtil Sampaio, Ferreira & Cª, inicialmente designada Fábrica de Fiação, Tecidos e Tinturaria de Riba d'Ave, foi a primeira fábrica têxtil moderna do concelho de Vila Nova de Famalicão e iniciou a sua actividade com 200 teares e uma estrutura vertical que incluía fiação, tecelagem e tinturaria.
Narciso Ferreira, assumiu uma estratégia empresarial com base na diversidade do investimento. Foi sócio fundador da Sampaio Ferreira e de várias outras unidades fabris na área dos têxteis. Implantou a fábrica junto do rio e os primeiros equipamentos urbanos (bairros operários; hospital; escola primária e posto da guarda), num ponto mais alto. Esta unidade fabril encontra-se actualmente desactivada.
 
Outras tipologias
 
Aqueduto - Bairro

No lugar de Regalo em Bairro, existe ainda parte do aqueduto que serviu para a condução da água, a partir de duas minas para a Quinta do Monte. A secção existente tem 213 metros de comprimento. Apresenta-se não em arcadas, mas em vãos de forma rectangular, cujas padieiras constituem o caleiro com a configuração de meio canhão, tendo 17 cm por 12 cm de fundo.
 
Hospital Narciso Ferreira / Capela da Misericórdia - Riba de Ave

Com um enquadramento urbano, no centro da Vila de Riba de Ave, situa-se num terreno desnivelado. O hospital possui um terreno ajardinado, com canteiros de buxo e duas palmeiras. O início da construção deste hospital remonta a 1923, mas só em 1927, ano em que foi fundada a Santa Casa da Misericórdia de Riba de Ave, e esta ficou reconhecida como “entidade eclesiástica”, é que ficaram concluídas as obras.
Em 1933 como homenagem ao pai do principal promotor do hospital (Raul Ferreira) e primeiro provedor da Santa Casa da Misericórdia de Riba de Ave, toma a designação de Hospital Narciso Ferreira. O hospital tem as fachadas rebocadas e pintadas de branco, com cunhais, embasamento, frisos e molduras dos vãos marcados a cinzento. Remates e cornija sob beiral e embasamento saliente. A fachada principal é voltada a N. com corpo principal de dois registos separados por friso, e três panos.
A capela localizada a O. do hospital, possui adro empedrado. De referir que em 1950 esta capela foi desmontada, já que se encontrava num outro local e com função “paroquial”, tendo sido reconstruída junto do hospital, ocupando o lugar onde se encontra actualmente.
A capela de planta longitudinal, com nave única e capela-mor rectangulares, em eixo, e sacristia rectangular adossada à esquerda. Os volumes são escalonados de dominante horizontal, com cobertura de telhados de duas águas na nave e capela-mor e quatro águas na sacristia.
 
 
TOPO
 
   
  Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão © copyright 2019 | handmade by brainhouse