Pesquisar
 
 
 
 
Alterar tamanho do texto
Cultura e Turismo
Foi bom celebrar os 18 anos da Casa das Artes
    04-06-2019
    A Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão acaba de completar 18 anos de atividade e assinalou a efeméride com uma programação especial que trouxe muitas pessoas até ao espaço deste teatro municipal. A celebração abriu uma ponte temporal entre o passado e o futuro desta casa de cultura, num momento que fez presente emoções e rostos que viram nascer a Casa das Artes e os que a alimentam na sua ação criativa, com os olhos postos no futuro cultural de Vila Nova de Famalicão, da região e do país.

    Foi bom rever rostos e ver tantas pessoas a unirem-se à celebração que decorreu este fim de semana e que teve por condimentos a dança, o cinema e a música.

    “Alento”, na interpretação corporal de Pedro Ramos e Sandra Rosado, na sexta-feira, encerrou o mês de maio com mais uma coprodução que envolveu a Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão.

    O dia de sábado foi o epicentro do aniversário. Sérgio Godinho e Frankie Chavez foram o elenco central da festa que teve no público o elemento chave. Sérgio Godinho trouxe consigo as melodias de “Nação Valente”, o seu 18º álbum de estúdio, que foi casamento consumado com os 18 anos da Casa das Artes.

    Frankie Chavez não deixou créditos por mãos alheias e, a solo, fez vibrar uma plateia que encheu o foyer da Casa das Artes por mais de duas horas plenas de sonoridades arrancadas das cordas da seleção de guitarras que integra a “I Don’t Belong Tour”.

    A agitação do aniversário prolongou-se durante o dia de domingo, com “Música para Famílias 2019”, 4º Ciclo de Concertos Promenade, sob o mote “Encruzilhadas”, com a Orquestra de Jazz da Escola Profissional de Música de Espinho.

    O cinema, com “Dumbo” de Tim Burton, encerrou o programa do aniversário.

    Segundo o diretor da Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão, a celebração do aniversário decorreu “com alegria, de forma simples e descontraída, com todos aqueles que quiseram marcar presença nesta data”.

    De olhos postos no futuro, Álvaro Santos indica que a missão da Casa das Artes continuará apostada em atrair novos públicos à cultura e na criação artística que tão alto e longe tem levado o nome deste teatro municipal.
    Receber Notícias
 
 
Subscrever RSS  
 
Enviar por email  
 
Imprimir  
171 leituras
 
 
TOPO
 
   
  Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão © copyright 2019 | handmade by brainhouse