Pesquisar
 
 
 
 
Alterar tamanho do texto
Cultura e Turismo
O desenho de Jorge Queiroz na Ala da Frente
    04-10-2017
    Desde a sua inauguração, em maio de 2015, foram vários os grandes nomes do panorama artístico nacional que já passaram pela Ala da Frente. A nova exposição não é exceção, com a galeria de arte contemporânea famalicense a receber a obra de Jorge Queiroz, recentemente galardoado com o “Prémio Artes Plásticas” pela Associação Internacional de Críticos de Arte.

    “Uma certa quantidade” é o nome da mostra de desenho e pintura que o artista português exibe até 20 de janeiro, na Ala da Frente.

    Sobre a obra de Jorge Queiroz, António Gonçalves, curador da galeria, refere que “em cada um dos seus trabalhos vamos sendo surpreendidos por formas que se pronunciam com sugestões de espaços e de eventuais seres que os habitam, levando-nos por uma relação de incursão no espaço”.

    E acrescenta: “Há um uso da linguagem do desenho pela exploração dos seus meios técnicos, conjugando-os e retirando deles soluções capazes de garantir que cada linha, cada mancha, cada textura consolida uma possibilidade de articulação da composição e revela um imaginário desafiante e surpreendente”.

    Já sobre a exposição “Uma Certa Quantidade”, António Gonçalves explica que “desafia a atenção para o exercício de observação e que potencia uma contemplação e fruição muito particulares onde se possibilita aceder a outros espaços”.

    Jorge Queiroz nasceu em Lisboa, em 1966. Expôs o seu trabalho nos Estados Unidos da América e pela Europa, destacando-se as exposições individuais na Fundação Carmona e Costa, Lisboa (2012), Museu de Arte Contemporânea de Serralves, Porto (2007); Horst-Janssen-Museum, Oldenburgo (2006) e no Künstlerhaus Bethanien, Berlin (2004), onde fez uma residência artística.

    Queiroz participou na Bienal de Rennes (2016); 4ª Bienal de Berlim (2006), 26ª Bienal de São Paulo (2004) e na 50ª Bienal de Veneza (2003). Após um longo período a viver em Berlim, Queiroz atualmente vive e trabalha em Lisboa.

    Recorde-se que a Galeria Municipal Ala da Frente, assim chamada pelo facto da sala de exposição se encontrar na ala da frente do Palacete Barão da Trovisqueira, e por referência à contemporaneidade e vanguardismo associados ao espaço, foi inaugurada em 30 de maio de 2015, tendo iniciado o seu percurso com uma exposição de obras de Jorge Molder. Seguiu-se Rui Chafes, o vencedor do Prémio Pessoa 2015, com a mostra “Exúvia”, João Queiroz, com “Encaústicas”, José Pedro Croft, com “Prova de Estado”, Pedro Cabrita Reis com “Ridi Pagliaccio”, Pedro Casqueiro com “Desordem Vertical” e Alberto Carneiro com “Árvores e Rios”.
    Receber Notícias
 
 
Subscrever RSS  
 
Enviar por email  
 
Imprimir  
352 leituras
 
 
TOPO
 
   
  Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão © copyright 2017 | handmade by brainhouse