Pesquisar
 
 
 
 
Alterar tamanho do texto
Cultura e Turismo
Cinema foi a área que mais espectadores levou à Casa das Artes em 2018
    29-01-2019
    A sétima arte foi a que mais espectadores levou à Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão em 2018. No último ano, o espaço cultural famalicense registou quase 130 sessões de cinema, num total de mais de 15 mil espectadores.

    Números que englobam a programação regular de cinema de grande público, as sessões do Close-UP: Observatório de Cinema e também a exibição da programação semanal do Cineclube de Joane e que superam os registados em 2017, ano em que mais de 14 mil pessoas assistiram a filmes na Casa das Artes de Famalicão.

    Os números de 2018, agora divulgados, vêm de resto voltar a confirmar a Casa das Artes como um dos espaços culturais mais conceituados do Norte de Portugal, com mais de 400 espetáculos e perto de 88 mil espectadores.

    Depois do cinema seguem-se o teatro, a música e a dança, com mais de 25 mil espectadores, entre 106 espetáculos.

    No teatro, destaque, por exemplo, para a peça que António Fagundes trouxe até Famalicão - “Baixa Terapia” - que contou com quatro sessões completamente lotadas e para as peças “O Escândalo Philippe Dussaert” e “O Deus da Carnificina”. Na música, os concertos de Orelha Negra, Gisela João, Jorge Palma, Mário Laginha e Pedro Burmester, e na dança, os espetáculos do EDge - London Contemporary Dance Schooll, “A meio da noite”, de Olga Roriz, e “Murmúrios de Pedro e Inês”, coreografado por Fernando Duarte.

    A Casa das Artes tem sido também um palco de excelência para a realização de diversas iniciativas e eventos, tais como palestras e conferências, que só em 2018 levaram ao espaço cultural famalicense mais de 40 mil pessoas.

    Inaugurada a 1 de junho de 2001, a Casa das Artes já conquistou um lugar como uma estrutura cultural de referência na região Norte do país. Concebida para ser a casa de todas as artes, o espaço conjuga uma programação contemporânea e eclética, com um espaço carismático e de qualidade, atraindo um público cada vez mais numeroso.

    Constituída por um Grande Auditório com capacidade para meio milhar de pessoas, um Pequeno Auditório para cerca de 120 pessoas, um Café-Concerto para espetáculos intimistas e um magnífico Foyer para exposições, a Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão tem recebido grandes nomes do espetáculo, a nível nacional, mas também internacional.
    Receber Notícias
 
 
Subscrever RSS  
 
Enviar por email  
 
Imprimir  
255 leituras
 
 
TOPO
 
   
  Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão © copyright 2019 | handmade by brainhouse