Pesquisar
 
 
 
 
Alterar tamanho do texto
Cultura
A formação da paisagem e das coisas segundo João Queiroz
    26-01-2016
    “Reduzir a paisagem aos elementos mais simples possíveis, fazer uma variação sobre isso e ver como os objetos se formam”. Foi este o ponto de partida de João Queiroz para a elaboração de um conjunto de trabalhos de encáustica sobre madeira, com a paisagem como denominador comum, que podem ser vistos até ao próximo dia 21 de maio, na galeria de arte contemporânea Ala da Frente, em Vila Nova de Famalicão.

    São 10 quadros datados de 2014, a última fase de trabalhos sobre paisagem de João Queiroz, “que funcionam como uma única peça” e que foram executados com recurso a uma das mais antigas, “se não a mais antiga técnica de pintura: a encáustica”.

    As explicações são do próprio João Queiroz que no passado sábado, 6 de fevereiro, esteve em Vila Nova de Famalicão para apresentar ao público na primeira pessoa os trabalhos que trouxe até ao município famalicense.

    Em todos os quadros há uma espécie de força centrifugadora que nos transmite a ideia de estarmos sempre a entrar em qualquer coisa, convidando-nos a explorar a essência da formação das paisagens e dos objetos.

    Natural de Lisboa, João Queiroz é formado em filosofia pela Universidade clássica de Lisboa. Expõe regularmente desde 1985 e “faz da pintura e do desenho o acontecimento da realização temporal, uma revisitação dos propósitos criativos, o profundo estudo das matérias que se desenvolvem para assegurar a realização de cada obra”, refere António Gonçalves, curador da Ala da Frente. E acrescenta: “A cada técnica usada, João Queiroz explora as suas possibilidades e extrai delas a mais intensa asserção”.

    “Estamos perante a subtileza cromática que nos contrastes ali alcançados nos convocam para uma contemplação morosa. Queremos assaltar-lhe o âmago, invadir o horizonte, que rapidamente vemos ser devolvido num jogo singular de planos”, explica de forma desafiadora António Gonçalves.

    Recorde-se qua a galeria municipal “Ala da Frente”, assim chamada pelo facto da sala de exposição se encontrar na ala da frente do Palacete Barão da Trovisqueira, e por referência à contemporaneidade e vanguardismo associados ao espaço, foi inaugurada em 30 de maio de 2015, tendo iniciado o seu percurso com uma exposição de obras de Jorge Molder. Seguiu-se Rui Chafes, o vencedor do Prémio Pessoa 2015, com a mostra “Exúvia”.

    FICHA TÉCNICA
    Título da exposição - "Encáusticas"
    Autor – João Queiroz
    Ficha técnica - Encáustica sobre madeira, 2014.
    Dimensões - 73,5 x 92 cm

    Receber Notícias
 
 
Subscrever RSS  
 
Enviar por email  
 
Imprimir  
1557 leituras
 
 
TOPO
 
   
  Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão © copyright 2016 | handmade by brainhouse