Município de Famalicão: Notícias e Informações Úteis http://www.vilanovadefamalicao.org Últimas 10 notícias 15 asdad asdasd dasdad <![CDATA[Emoção e reconhecimento na homenagem aos professores aposentados]]> http://www.vilanovadefamalicao.org/_emocao_e_reconhecimento_na_homenagem_aos_professores_aposentados </p><img src="http://www.vilanovadefamalicao.org/op/image/?co=110928&h=28556" width="135px" height="202px" border="0"/></p> “Esta homenagem representa algo de muito profundo. Eu sou além de professora, educadora e, muitas vezes, mãe dos meninos e meninas e, por isso, ainda hoje contacto muito com antigos alunos”. Foi com a voz embargada e bastante emocionada que Emília Lourenço, professora aposentada no concelho de Vila Nova de Famalicão, recebeu esta sexta-feira, a medalha de reconhecimento municipal, por ter dedicado a sua vida ao ensino famalicense, das mãos do presidente da autarquia, Paulo Cunha.

Para a docente que terminou a sua carreira no ano letivo 2015/2016 “a vocação de professora vai continuar porque é impossível eu estar com jovens sem educar”. Emília Lourenço e Vitor Gomes foram os dois professores do concelho que se aposentaram recentemente a serem homenageados pelo município.

Segundo Paulo Cunha, a homenagem do município aos professores aposentados é “muito justa e um reconhecimento merecido”. “Ser professor é uma função muito nobre que vai além da profissão e que deve ser encarada como uma verdadeira missão”. O autarca lembrou que estes professores “contribuíram ao longo da sua vida para que o município fosse hoje reconhecido no país como um bom município para estudar” e deixou-lhes um apelo “para que continuem a exercer a sua vocação na comunidade”.

O momento de homenagem marcou o arranque das Jornadas Municipais de Educação, que decorrem no Centro de Estudos Camilianos, no âmbito da Quinzena da Educação.

A iniciativa está subordinada ao tema “Educação e Serviços Educativos”. Para o presidente da Câmara Municipal, a autarquia tem desenvolvido um enorme trabalho nesta área e é importante que “a comunidade educativa perceba que o contexto da educação deve ser mais abrangente e há um conjunto de referências concelhias que não podem passar indiferentes ao processo educativo.”

Paulo Cunha foi mais longe e afirmou que “hoje fala-se muito na localização da educação, ou seja, na criação de uma dimensão local na educação que diferencie o processo educativo em função dos concelhos. Acho que o futuro da educação vai passar muito por essa dimensão mais local, sem perda dos conteúdos de âmbito nacional que devem continuar a marcar o panorama dos currículos letivos mas com uma abordagem local muito forte.”

Neste âmbito, “não são só os museus que estão presentes nos serviços educativos, são também as bibliotecas e o parque da devesa como referências locais”.
]]>
<![CDATA[Famalicão dedica mês de maio às famílias]]> http://www.vilanovadefamalicao.org/_famalicao_dedica_mes_de_maio_a_familia </p><img src="http://www.vilanovadefamalicao.org/op/image/?co=110919&h=79c1b" width="303px" height="202px" border="0"/></p> O que têm em comum a família Martins, a família Ribeiro, os Navarro, os Santos e a família Silva Martins? Para além de serem todos famalicenses, juntos são também os protagonistas da exposição de fotografia “O que une a tua família?”, que vai estar patente de 15 a 21 de maio, na Praça D. Maria II, no âmbito do Mês da Família.

A mostra, da autoria do fotógrafo famalicense Luís Efigénio, é uma das várias iniciativas inseridas num vasto e diversificado programa que a Câmara Municipal de Famalicão e a ArtEduca – Conservatório de Música de Famalicão prepararam para o próximo mês de maio, que no concelho famalicense é inteiramente dedicado às famílias.

Para além da exposição, a iniciativa prevê ainda o regresso, nos dias 3 e 31 de maio, das “Conversetas em Família”, e a realização de oficinas e workshops. Um dos pontos altos do Mês da Família é o grande concerto que a ArtEduca está a preparar para o dia 21 de maio, domingo, na Praça D. Maria II. Um espetáculo comemorativo do Dia Internacional da Família, onde não irá faltar o Hino da Família.

Conforme explica o Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, com esta iniciativa pretende-se “promover e sensibilizar a população para as questões da família e para a proteção dos seus valores de união, amor, respeito, solidariedade e diversidade”. O autarca espera ainda que toda a comunidade se envolva nas várias atividades inseridas no Mês da Família.

Refira-se que em 1993 a ONU proclamou o dia 15 de maio Dia Internacional da Família, refletindo a sua importância na comunidade internacional. Desde 1994 que pelo mundo fora se celebra a data com diversos eventos, focando temas centrais para a vida das famílias.

Programa completo do Mês da Família disponível para consulta no site oficial do evento.
]]>
<![CDATA[Paulo Cunha quer municípios com mais competências na fiscalização e proteção dos rios]]> http://www.vilanovadefamalicao.org/_paulo_cunha_quer_municipios_com_mais_competencias_na_fiscalizacao_e_protecao_dos_rios </p><img src="http://www.vilanovadefamalicao.org/op/image/?co=110911&h=af309" width="303px" height="202px" border="0"/></p> O Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão reivindicou hoje um conjunto de novas competências para os municípios portugueses ao nível da fiscalização, conservação e proteção dos recursos hídricos naturais nos territórios municipais. A posição de Paulo Cunha surge na sequência de uma descarga ilegal detetada na manhã desta quinta-feira no Rio Este, afluente da margem direita do rio Ave que nasce na serra do Carvalho, a nordeste de Braga, e que se junta ao rio Ave no concelho de Vila do Conde, atravessando, entre outros, o município de Vila Nova de Famalicão.

“Recusamos acomodar-nos nesta competência tão singela de dar conhecimento do que vai acontecendo nos nossos rios às entidades competentes, como o são o Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) da Guarda Nacional Republicana (GNR) e a Agência Portuguesa do Ambiente”, disse o autarca quando confrontando pelos jornalistas com o “atentado ambiental” ocorrido. “Reivindicamos mais competências para sermos mais eficazes”, referiu. E explicou: “Uma maior proximidade na ação traz mais condições para a obtenção de melhores resultados, o que passa por uma atenção maior ao nível da fiscalização e por uma tomada de posição enérgica quando são cometidas ilegalidades como a desta manhã”.

Paulo Cunha condenou a “absoluta irresponsabilidade e inconsciência” dos responsáveis pela descarga ilegal verificada. “Os rios são da comunidade, não são das pessoas, e é absolutamente inaceitável que alguém possa atentar contra este património natural que é de todos ”. O autarca famalicense exige por isso das entidades competentes “medidas rápidas e eficazes para sancionar os responsáveis pela descarga” e pede “medidas preventivas que evitem este tipo de atividades, não só no Rio Este como em todos os rios que atravessam o concelho de Vila Nova de Famalicão.”
]]>
<![CDATA[Poder Local cumpre Abril ]]> http://www.vilanovadefamalicao.org/_poder_local_cumpre_abril </p><img src="http://www.vilanovadefamalicao.org/op/image/?co=110852&h=240f2" width="303px" height="202px" border="0"/></p> “Mais do que revisitar um período da história ou celebrar uma efeméride, comemorar Abril significa dar continuidade a um movimento genuíno de uma nação que quis que todos os dias continuássemos a trabalhar pelo bem coletivo”. Esta foi uma das principais ideias deixadas esta terça-feira, nas comemorações do 43.º aniversário do 25 de abril, pelo presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha. O autarca que abriu a sessão solene comemorativa fez um paralelo entre “aquilo que somos hoje e aquilo que queríamos ser há 43 anos”, salientando o poder local como “uma das maiores conquistas do 25 de Abril”.

“O poder local é o poder das pessoas, é aquele que está próximo, que percebe as preocupações e as ansiedades, não é o poder da folha de excel, nem das siglas, aquele que está distante”, destacava Paulo Cunha, reforçando o trabalho realizado pelos autarcas ao longo destes 43 anos. “O 25 de abril representou acima de tudo um movimento de uma nação que se uniu em torno de três objetivos: descolonizar, democratizar e desenvolver”, afirmou, salientando que “democratizar e desenvolver exige um trabalho diário e rigoroso”.

Neste âmbito, Paulo Cunha aproveitou para sublinhar “o trabalho desenvolvido não só ao nível das estruturas físicas, mas também na capacitação das cidades, na educação e qualificação dos cidadãos, através da cultura e do conhecimento, tornando a comunidade melhor preparada e formada para enfrentar os desafios”.

A sessão solene da Assembleia Municipal foi presidida pelo Presidente da Assembleia Municipal de Vila Nova de Famalicão, Nuno Melo, e contou com intervenção de representantes de todos os partidos políticos com estrutura concelhia – PSD, CDS, PS, BE e CDU.

O momento que teve pela primeira vez transmissão em direto online através do site do município, lotou o salão nobre, com várias dezenas de pessoas a juntarem-se a este momento simbólico. Isso mesmo foi enfatizado pelo presidente da Assembleia Municipal, Nuno Melo, que se mostrou muito satisfeito com a participação cívica dos famalicenses.

O eurodeputado que encerrou a sessão aproveitou ainda para realçar que comemorar Abril tem que ser “mais do que a repetição de 43 discursos” lidos ao longo dos anos. E incitou: “Façamos de Abril pertença e vivença”.

A sua intervenção ficou ainda marcada pelo alerta para os perigos de se dar “a tolerância, a paz e a democracia como valores adquiridos”.
]]>
<![CDATA[Flores & Trocas abrem época das festas populares em Famalicão]]> http://www.vilanovadefamalicao.org/_flores__trocas_abrem_epoca_das_festas_populares_em_famalicao </p><img src="http://www.vilanovadefamalicao.org/op/image/?co=110829&h=e31c9" width="304px" height="202px" border="0"/></p> É com a “Festa de Maio” que o município de Vila Nova de Famalicão aquece para o arranque das festas de rua e das romarias populares. No próximo mês as tradições saem para a rua, com o fim-de-semana de 5 a 8 de maio a ser palco, em simultâneo, de duas das maiores festas do concelho: a Festa da Flor e a Feira das Trocas.

A iniciativa, promovida pela Câmara Municipal, terá como epicentro a Praça D. Maria II, onde estarão reunidos mais de meia centena de expositores e tasquinhas e onde terão lugar os vários momentos de animação previstos no programa do evento.

Este ano a festa estende-se também à Praça 9 de Abril, que por estes dias se transformará em “Praça da Arte”, com exposições, espetáculos de arte circense e workshops.

Animação é, pois, coisa que não vai faltar na Festa de Maio que, como vem sendo habitual, terá como ponto alto o colorido e tão aguardado desfile-batalha das flores, no domingo, dia 7, a partir das 15h30.

Para o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, esta é uma festa que “marca bem o compromisso da autarquia com a tradição e simultaneamente com a modernidade”. O autarca lança o convite a todos os famalicenses para que aproveitem a Festa de Maio para recuar no tempo e recordar os costumes de outrora que marcam a identidade e a memória coletiva de Famalicão.

Ver aqui o programa completo da Festa de Maio
]]>
<![CDATA[Crianças de Bairro ganham novo espaço para brincar]]> http://www.vilanovadefamalicao.org/_criancas_de_bairro_ganham_novo_espaco_para_brincar </p><img src="http://www.vilanovadefamalicao.org/op/image/?co=110840&h=0bb87" width="303px" height="202px" border="0"/></p> Foi num ambiente de festa e muita diversão que mais de uma centena de crianças estrearam o novo Parque Infantil das Camélias, na freguesia de Bairro.

O equipamento, localizado junto à sede de Junta de Freguesia, foi inaugurado na passada sexta-feira, 21 de abril, pelo Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, e contou com um investimento municipal de 14 mil euros.

O edil realçou a importância da criação deste tipo de espaços, considerando-os fundamentais para o processo de formação das crianças do concelho. "A aprendizagem não se limita à escola. Temos de criar condições para que as crianças possam também crescer a brincar", disse.

Visivelmente satisfeito com a concretização da obra estava também o presidente da Junta de Freguesia, Rui Pacheco Alves, para quem este novo equipamento “vem melhorar a qualidade de vida das famílias de Bairro”.
]]>
<![CDATA[Sweatrofa escolhe Famalicão para crescer]]> http://www.vilanovadefamalicao.org/_sweatrofa_escolhe_famalicao_para_crescer </p><img src="http://www.vilanovadefamalicao.org/op/image/?co=110862&h=c9927" width="303px" height="202px" border="0"/></p> A Sweatrofa é mais um bom exemplo da força económica de Vila Nova de Famalicão, que reflete por que razão o concelho está na dianteira da competitividade e da produtividade, é atrativo para o investimento empresarial e exporta cada vez mais.

A empresa de Arnaldino Reis e Conceição Pinto, especializada em acabamentos têxteis, escolheu Vila Nova de Famalicão para concretizar um plano de expansão nacional e internacional – apesar de ter iniciado atividade no vizinho concelho da Trofa em 1999 – , construindo de raiz novas e imponentes instalações industriais, em Ribeirão, estrategicamente localizadas na proximidade do complexo logístico e da lavandaria da Salsa, seu principal cliente.

A nova unidade fabril, que corresponde a um investimento próximo de um milhão de euros, foi inaugurada por Paulo Cunha, Presidente da Câmara Municipal, esta sexta-feira, 21 de abril, em mais uma jornada do roteiro Famalicão Made IN. Até porque esta iniciativa empresarial foi reconhecida como de interesse municipal. A Sweatrofa foi contemplada com incentivos fiscais (ao nível do IMI, do IMT e das taxas de licenciamento de operações urbanísticas), no montante de 40 mil euros, ao abrigo do Regulamento de Projetos de Investimento de Interesse Municipal – Made 2IN.

Com um efetivo de 100 colaboradores, a empresa dedica-se à colocação de acessórios em vestuário, como botões e etiquetas. Sessenta por cento da produção é absorvida pela Salsa. Os restantes 40 por cento são divididos por outras insígnias de vestuário de referência nacional e internacional.

O volume de negócios no final de 2017 deverá cifrar-se em 1,5 milhões de euros, resultado do aumento da capacidade produtiva. “Temos em perspetiva novas parcerias em Portugal com clientes internacionais. Aumentar a produção e criar postos de trabalho são objetivos para este ano”, explicou Arnaldino Reis.

O administrador não ficou indiferente ao apoio dado pela Câmara Municipal, em particular pelo Famalicão Made IN, em todo este processo. “O acompanhamento e encorajamento manifestados desde a primeira hora foram muito importantes. Esperamos continuar a contar com a intervenção pronta e atenta desta autarquia”, enfatizou.

Manifestamente satisfeito, Paulo Cunha sublinhou que este novo projeto empresarial resulta das políticas municipais de estímulo ao investimento privado. “É sempre gratificante para um presidente de câmara ver o seu território ser escolhido para receber projetos magníficos como este”, declarou, realçando: “A empregabilidade é o aspeto mais importante do apoio que damos às nossas empresas. Criar postos de trabalho, melhorar a massa salarial, dar mais estabilidade aos vínculos laborais são fatores centrais da nossa governação autárquica”.

O autarca salientou ainda que este investimento representa mais um contributo para que Vila Nova de Famalicão seja cada vez mais notado como o mais relevante eixo da indústria têxtil nacional.
]]>
<![CDATA[Escola Básica de Telhado fica pronta no início do próximo ano letivo]]> http://www.vilanovadefamalicao.org/_escola_basica_de_telhado_fica_pronta_no_inicio_do_proximo_ano_letivo </p><img src="http://www.vilanovadefamalicao.org/op/image/?co=110816&h=0adb9" width="303px" height="202px" border="0"/></p> O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, garantiu esta quinta-feira, que a Escola Básica de Louvares, em Telhado, irá abrir portas no início do próximo ano letivo 2017/2018 com condições educativas de excelência. A escola que está em obras desde o verão passado serve as crianças das freguesias de Telhado, Portela e algumas de Vale S. Cosme. Enquanto as obras decorrem as crianças estão a frequentar a Escola Básica 1, 2 e 3 de Arnoso Santa Maria.

“Sabemos o quanto esta comunidade ambiciona por uma escola condigna e sabemos o quanto está ansiosa pelo regresso das crianças à sua escola”, salientou Paulo Cunha, assegurando que “no início do próximo ano letivo, esta escola estará pronta para receber as suas crianças”.

Paulo Cunha visitou a escola, esta quinta-feira, acompanhado do presidente da União de Freguesias de Vale São Cosme, Telhado e Portela, António Matos, de vereadores municipais e de vários representantes da comunidade educativa.

O autarca salientou a importância da intervenção realçando que se trata de “uma escola centenária. Estamos a preservar a memória e a identidade desta escola, criando condições de conforto e comodidade para que estas crianças beneficiem da escola que já foi dos seus pais e dos seus avós”.

A obra com um investimento de cerca de 400 mil euros implica a remodelação total do edifício e espaços exteriores, com a construção de recreio coberto, campo desportivo e zona de lazer. Foi ainda construído um edifício de apoio das instalações com sala de professores, arrecadações, refeitório e copa.

O presidente da União de Freguesias de Vale São Cosme, Telhado e Portela, António Matos mostrou-se muito satisfeito com a notícia deixada por Paulo Cunha elogiando o autarca que “teve a coragem de pegar nesta escola centenária e recuperá-la”. E acrescentou: “Temos um centro escolar com um jardim-de-infância que nos orgulha, só faltava intervir na escola”.

Por sua vez, o presidente da Associação de Pais, Vergílio Gomes, salientou que “esta era uma intervenção que há muitos anos a comunidade educativa esperava. Os espaços exteriores estavam muito degradados”.

Refira-se que neste ano letivo beneficiaram de requalificação as escolas de Requião, Telhado, Meães e Louredo na freguesia de Calendário num total superior a 700 mil euros. Entretanto, a autarquia avança em breve com as intervenções nas seguintes escolas: EB de Ruivães, Conde S. Cosme, em Vila Nova de Famalicão, Esmeriz e em Riba de Ave.
]]>
<![CDATA[Olbo&Mehler fortalece presença em Famalicão]]> http://www.vilanovadefamalicao.org/_olbomehler_fortalece_presenca_em_famalicao </p><img src="http://www.vilanovadefamalicao.org/op/image/?co=110798&h=39854" width="303px" height="202px" border="0"/></p> A Olbo&Mehler vai intensificar o investimento em Vila Nova de Famalicão, num sinal claro da estratégia que vem perseguindo para garantir competitividade no mercado e que assenta em dois fatores: inovação e melhoria contínua.

O novo projeto de investimento, avaliado em 1,4 milhões de euros e que já recebeu luz verde da Câmara Municipal, consiste na aquisição de equipamentos e na construção de um pavilhão para otimização dos fluxos logísticos relacionados com os produtos acabados. E vai permitir criar cinco postos de trabalho – atualmente são 291 os efetivos.

A empresa está entre líderes mundiais no fabrico de têxteis técnicos para aplicação na indústria automóvel, farmacêutica, mineira e na área da segurança e defesa. Teve origem na Alemanha, na década de 1930, mas em 2014 concentrou todas as competências do grupo alemão em Landim, Vila Nova de Famalicão, onde são concebidos produtos inovadores que têm como destino único a exportação.

Nesse ano de 2014, o grupo alemão adquiriu a Segures Têxteis, na freguesia de Landim, onde desde então desenvolve a sua atividade. E fê-lo porque em Famalicão encontrou recursos humanos altamente qualificados e infraestruturas tecnológicas de investigação e inovação capazes de responder aos desafios constantes que lhe são colocados. O valor global desta operação, que consistiu na ampliação e modernização das instalações da antiga unidade fabril, atingiu os 10 milhões de euros.

As vendas anuais rondam os 60 milhões de euros, sendo um dos seus produtos bandeira um tecido construído à base de basalto resistente a altas temperaturas.

No âmbito desta iniciativa empresarial, a Olbo&Mehler foi contemplada com incentivos fiscais ao abrigo do Regulamento de Projetos de Investimento de Interesse Municipal – Made 2IN. A proposta de projeto e respetivo apoio financeiro ao investimento foi aprovada por unanimidade na quinta-feira passada, 13 de abril, pelo executivo municipal liderado por Paulo Cunha.
]]>
<![CDATA[“Famalicão em Forma” oferece acompanhamento desportivo gratuito a todos os famalicenses]]> http://www.vilanovadefamalicao.org/_famalicao_em_forma_oferece_acompanhamento_desportivo_gratuito_a_todos_os_famalicenses </p><img src="http://www.vilanovadefamalicao.org/op/image/?co=110805&h=a9325" width="303px" height="202px" border="0"/></p> Avaliar, prescrever e acompanhar. Não se trata de um conselho médico, muito pelo contrário, estes são os três passos fundamentais para pôr “Famalicão em Forma”, promovendo o desporto entre todas as faixas etárias da população e incutindo estilos de vida mais saudável de uma forma acessível e totalmente gratuita. No fundo, trata-se de avaliar o estado de saúde de cada pessoa, prescrever exercício físico à medida de cada um e acompanhar e orientar os treinos, dando conselhos e dicas, sempre com o auxílio de técnicos especializados.

O novo programa municipal desportivo “Famalicão em Forma” arranca já no próximo dia 2 de maio e foi apresentado esta quinta-feira, no Parque da Devesa, surgindo de uma parceria entre a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, a CESPU e a Federação Portuguesa de Atletismo, com o apadrinhamento do Instituto Português do Desporto e da Juventude. O programa visa a promoção da prática da marcha e da corrida.

Para o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, “está provado que a prática regular de exercício físico torna as pessoas mais saudáveis e felizes e é precisamente isso que pretendemos com este programa”. O autarca salientou ainda “a conjugação de esforços entre as várias entidades na concretização deste programa”.

Por sua vez, o vereador do Desporto da autarquia, Mário Passos, explicou que o objetivo do programa “é promover a prática desportiva entre todos os famalicenses, enquanto instrumento essencial para a melhoria da qualidade de vida e da saúde de todos os cidadãos”. “Sabemos que quanto melhor for a condição física das pessoas, melhor estão preparados para enfrentar o stress do dia-a-dia e para prevenir doenças”, realçou o responsável.

“Queremos que todos os famalicenses tenham acesso à prática regular de atividade física de uma forma responsável e sadia, com acompanhamento técnico especializado para que a prática desportiva decorra sem percalços”, explicou.

Neste âmbito, o programa conta com o apoio da CESPU para a realização de uma avaliação inicial que irá incluir a análise da composição corporal, da função respiratória e cardiovascular, bem como a caraterização dos comportamentos e estilos de vida adotados. De acordo com o responsável da CESPU, José Carlos, o apoio será dado através dos cursos de cardiopneumologia e fisioterapia. Para além deste apoio, os técnicos de educação física da autarquia irão acompanhar todo o processo, prescrevendo o treino, orientando e acompanhando.

Refira-se que para se inscreverem no programa, os interessados devem dirigir-se ao Gabinete de Apoio que está localizado no Parque da Devesa, junto ao Parque de Estacionamento do Citeve. Para já estão definidas várias zonas de treino, localizadas no Parque da Devesa e no Parque de Sinçães, estando também a ser equacionadas a criação de percursos em várias freguesias do concelho.

A zona de treino da Devesa foi, de resto, muito elogiada pelo coordenador regional da zona norte da Federação Portuguesa de Atletismo, Serafim Gadelho. A FPA irá colaborar através da formação especializada de todos os técnicos envolvidos, através do Programa Nacional de Marcha e Corrida. Segundo o responsável, Vila Nova de Famalicão tem excelentes condições para a criação de um centro de marcha e corrida. “Tem este percurso de treino fantástico que é a Devesa, tem técnicos formados e com competência e um local de apoio que com a colaboração da CESPU irá contribuir para um acompanhamento saudável da população”. O coordenador regional salientou ainda que é fundamental que “a prática desportiva não seja só uma moda, mas uma forma de estar na vida e este programa contribui para esse objetivo”.

Isso mesmo evidenciou também o diretor geral do IPDJ, Vítor Dias, que deixou grandes elogios ao município e ao programa “Famalicão em Forma”. “Vila Nova de Famalicão já nos habituou a estar à frente em quase todas as áreas e até a ir mais longe do que aquilo que está previsto. É assim com a juventude, com a ação social, com a educação e agora com o desporto”, frisou o responsável.
Refira-se que a partir de 2 de maio, o Gabinete de Apoio funcionará às segundas, quartas e sábados das 10h00 às 12h00. Às segundas, quartas e sextas das 17h30 às 19h30 e às terças e quintas das 17h30 às 20h30.

Depois de avaliado o estado físico de cada praticante, estes serão agrupados por caraterísticas físicas semelhantes, sendo depois prescrito um treino especifico de acordo com essas caraterísticas. Será ainda criada uma plataforma eletrónica onde será registado o diagnóstico efetuado e a evolução de cada pessoa, o que permitirá a cada um acompanhar através de gráficos e dados diversos o seu desenvolvimento.
O programa disponibilizará ainda balneários e sessões de treino semanais com níveis diferenciados.
]]>